Como o PDV pode te ajudar a superar a crise

Estudar a melhor maneira de fidelizar os clientes e atrair novos é fundamental

A crise econômica é abordada diariamente na TV, rádio, jornal e internet. Realmente sabemos que o mercado, de modo geral, não está conseguindo alcançar os índices positivos que gostaria. Porém, alavancar as vendas pode ser consequência de uma busca por oportunidades e a adoção de novos conceitos.

O ponto de venda, por exemplo, tem um grande potencial a ser explorado. Como já dissemos, é ali que o promotor de vendas consegue analisar o comportamento do consumidor, ter um feedback direto e até estudar os produtos da concorrência. Saber a melhor forma de fidelizar os clientes e atrair novos é fundamental no momento de pessimismo que estamos vivendo.

A todo momento o consumidor é bombardeado com informações. Porém, é no ponto de venda que 85% das decisões de compra são tomadas. Por isso a importância de conquistar o cliente da maneira que ele quer, seja pela emoção, hábitos de consumo ou solução de problemas.

O design é um importante estímulo visual. É preciso fazer um planejamento da loja, estudar os elementos (cores, formas e tipografia), a exposição dos produtos, etc. Peças gráficas autoexplicativas, com informações relevantes, devem chamar a atenção pelos formatos diferentes e interagir com o cliente.

A Four oferece um plano de marketing promocional em ponto de venda. Temos um mix de serviços, de acordo com a necessidade de cada empresa.

  • Materiais impressos: wobbler, faixa de gôndola, banner, móbile, display, adesivo de chão etc;
  • Criação de embalagens diferenciadas;
  • Padronização do uniforme dos promotores de venda;
  • Planograma (organização e padronização das gôndolas);
  • Brindes;
  • Demonstração de produtos; etc.

Como vimos, para driblar a crise, hoje em dia não basta só vender o produto. É preciso fazer o consumidor virar um fã dele e ser um agente multiplicador na divulgação dos seus benefícios. Pense nisso!

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer participar da discussão?
Fique a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*